Estrada dos três Rios, 741 Sala 307 - Rio de Janeiro - RJ 21 2106-1300 21 99126-7261

Tipos de gateway: veja qual o melhor para seu negócio

Gostou? compartilhe!

Conheça mais sobre Tipos de gateway: veja qual o melhor para seu negócio

Tipos de gateway: veja qual o melhor para seu negócio

Quer migrar para a telefonia IP, mas sua empresa só conta com equipamentos analógicos (convencionais) e ainda não pode investir em uma grande mudança de estrutura? Saiba que isso não é um impeditivo. Existem diferentes tipos de gateway de voz que fazem a conversão de tecnologia e permitem que os aparelhos convencionais e linhas GSM sejam adaptadas.

Para facilitar o entendimento, vamos relembrar como funciona um gateway de voz. De uma forma resumida, ele permite transformar todas as estruturas de telefonia em uma só: recebe as tecnologias IP, analógica etc. e converte tudo em GSM ou na tecnologia desejada. Ou seja, faz a conexão entre o sistema VoIP (voz sobre internet) e as linhas analógicas das empresas de telefonia.

No artigo, vamos falar mais sobre os tipos de gateway – FXS (Foreign eXchange Subscriber) e FXO (Foreign eXchange Office) -, apresentando as características e vantagens de utilizar estes equipamentos. Confira as dicas e escolha o melhor para o seu negócio.

Características dos tipos de gateway
Como falamos, com os diferentes tipos de gateway é possível adaptar toda a estrutura de telefonia convencional para IP, sem a necessidade de substituir os telefones ou linhas. Isso é possível pelas funcionalidades dos gateways FXO e FXS. Eles atuam como um adaptador para telefones ou linhas analógicas, mas com mais portas. Por isso, são ideais para o uso corporativo, já que podem conectar mais aparelhos, funcionando como uma extensão de uma central telefônica IP.

De forma resumida, podemos dizer que o FXO é quem recebe o sinal de uma operadora de telefonia fixa, e o FXS é quem vai fornecer tal sinal para os telefones. Portanto, um gateway FXO vai fazer a conexão com a linha telefônica e um gateway FXS vai distribuir a linha para os ramais internos.

Assim, para continuar utilizando telefones convencionais (que antes utilizavam a linha analógica) com uma linha IP, basta inserir um gateway FXS, que vai adaptar os aparelhos a telefonia IP. Já se a linha for analógica e a intenção for conectá-la a um sistema de telefonia digital, é preciso comprar um gateway FXO, que vai converter o sinal em IP.

De forma resumida, os gateways FXS e FXO podem:

Aproveitar a estrutura de rede também para a telefonia, economizando em novos projetos e instalações;
Fazer a conversão da telefonia analógica – aparelhos ou linhas convencionais – para IP;
Fazer a conexão entre distintas redes de telefonia (que pode ser uma rede pública ou interna);
Funcionar como uma expansão de um central telefônica ao ser integrado a uma delas;
Interligar a matriz da empresa a suas filiais através do roteamento inteligente de chamadas e os ramais IP distribuídos.
As vantagens de utilizar um gateway de voz na empresa
Com gateways FXS e FXO a empresa pode então aproveitar as vantagens da telefonia IP, como por exemplo, fazer chamadas nacionais e internacionais com menor valor e ainda mais qualidade do que as utilizando as linhas telefônicas analógicas.

O que será consumido é o pacote de dados contratado junto à operadora de telefonia VoIP, que geralmente tem preços mais atrativos. Sem contar a economia em ligações entre matriz e filiais ou mesmo entre as filiais interligadas via rede, onde não haverá custos. Além disso, o equipamento ainda permite selecionar a melhor linha (operadora ou plano) para cada tipo de chamada, escolhendo a opção mais em conta para economizar no final do mês. Por exemplo, quando o número chamado for um celular, o gateway pode realizar a chamada via chip de celular; já se for um número fixo, faz via linha analógica.

Além da economia com chamadas, podemos destacar também como vantagens do gateways:

Utilização da estrutura analógica que já existe, integrada a nova IP;
Expandir a capacidade de atendimento via ramais IP, possuindo uma estrutura única de telefonia, mesmo com empresas em localidades diferentes;
Fazer o monitoramento das chamadas e estruturas de forma online;
Integrar a estrutura de telefonia às plataformas open source disponíveis no mercado.
Ainda tem dúvidas sobre os tipos de gateway e como transformar a comunicação na sua empresa?

 

Fonte: Blog da INTELBRAS



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000