Estrada dos três Rios, 741 Sala 307 - Rio de Janeiro - RJ 21 2106-1300 21 99126-7261

Item adicionado ao orçamento


Segurança para condomínios: veja por que é importante ter bons equipamentos

Gostou? compartilhe!

Conheça mais sobre Segurança para condomínios: veja por que é importante ter bons equipamentos

Segurança para condomínios: veja por que é importante ter bons equipamentos

Garantir a segurança condominial é uma preocupação constante de síndicos que buscam proteger o empreendimento e também as pessoas que moram e/ou trabalham no local.   

A Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) comemorou o aumento de 978,5% na oferta de imóveis em condomínios no primeiro trimestre de 2021. A comparação é em relação ao mesmo período do ano passado.

Se o setor imobiliário está em expansão e os condomínios também passam por um processo de  transformação, a segurança é um tópico que deve ganhar ainda mais destaque nos próximos anos. Mas antes de investir em equipamentos de segurança para condomínios, é preciso levar em conta as necessidades específicas do empreendimento para um planejamento eficaz.

Neste conteúdo, mostraremos a importância de investir em segurança condominial e as tecnologias que podem ajudar na proteção de pessoas e do patrimônio. Confira!

 

infografico planejamento

 

Por que investir em segurança condominial?

Alguns dados e notícias destacam os riscos que qualquer empreendimento pode enfrentar, veja quais:   

  • Incêndio por sobrecarga elétrica: esse tipo de acidente não acontece apenas em casos isolados. Um levantamento da Associação Brasileira de Conscientização dos Perigos da Eletricidade (Abracopel) apontou que, apenas em  2020, foram registrados cerca de 309 incêndios por sobrecarga em casas e apartamentos, com 23 óbitos;
  • Incêndio por vazamento de gás: em julho de 2021uma explosão causada por vazamento de gás destruiu um apartamento e deixou uma pessoa ferida em São Vicente (SP). Segundo o G1, o incêndio iniciou às 2h30 em um imovel no 5º andar de um condomínio. Cinco equipes de bombeiros foram até o local para conter as chamas;
  • Invasões, roubos e furtos: um grupo foi preso por invadir um apartamento no Rio de Janeiro, em dezembro de 2021. Segundo o UOL, os criminosos são suspeitos de usar mulheres para enganar os porteiros e terem acesso ao imovel, que fingiam ser parentes ou visitantes. O porteiro suspeitou da atitude das mulheres e as câmeras de monitoramento ajudaram a identificar os crimes.

 

Os riscos acima podem ser minimizados quando há investimento efetivo com a segurança condominial. E como se os riscos à integridade de pessoas e do patrimônio não fossem o suficiente, o contexto também pode acelerar a busca por soluções de segurança para condomínios. 

Impulsionados pelas consequências da pandemia de Covid-19, muitos empreendimentos precisaram investir em novas tecnologias. Desde a infraestrutura, em razão da necessidade de mais qualidade na conectividade dentro do condomínio, até novas soluções de controle de acesso e monitoramento.

 

Tecnologias para a segurança de condomínios

Todos os condomínios podem e devem investir em segurança condominial. Existem soluções que atendem empreendimentos mais recentes, antigos ou ou até aqueles que o projeto já não suporta a passagem de mais cabos.

Por exemplo, se decidir investir em um circuito fechado de televisão (CFTV), até os prédios antigos conseguem alcançar ótimos resultados a partir da utilização de rádios outdoor. São equipamentos de comunicação sem fio para câmeras com tecnologia IP.

 

img1

É importante pensar além de um único equipamento, pois a depender da necessidade, será preciso verificar os benefícios de uma solução completa. 

Quanto mais se informar sobre o assunto, mais o síndico conseguirá visualizar as combinações que melhor se encaixam na realidade do prédio.

Em outras palavras, conhecer as tecnologias de segurança como automação, prevenção de sinistros e controle de eventos podem munir o síndico de dados para tomar decisões e medidas para aumentar a proteção, reduzir custos, além de ajudar na organização do condomínio.

Veja o material completo sobre Tendências para síndicos e administradores de condomínios. O PDF é gratuito, baixe agora.

tendencias

 

Como melhorar a segurança do condomínio?

Listamos aqui alguns dos principais equipamentos e soluções utilizadas. Veja a que melhor se adequa ao seu empreendimento:

Tipos de equipamentos para segurança em condomínios

  • Sistemas de controle de acesso: faz o registro detalhado e gerenciamento de todo o fluxo de pessoas e automóveis no condomínio através de dispositivos de identificação. O acesso é realizado por meio de senha, tag e/ou biometria (reconhecimento facial ou digital). 

É possível integrar com sistemas de interfonia já instalados e registrar a rotina do condomínio, auxiliando o síndico e os profissionais de portaria a restringir acessos indevidos. 

A depender do tipo de interfone, é possível que os moradores recebam mensagens de áudio e vídeo de quem esteve no condomínio na sua ausência. Eles também podem atender visitas de onde estiverem, por meio do smartphone, com um simples toque na tela. Para mais detalhes, leia também o texto: “Os principais sistemas de interfonia para condomínios e residências”.

  • Câmeras e gravadores de segurança (sistema CFTV): acesso ao vivo das imagens de ambientes dentro do condomínio. Também é ideal para prédios antigos, pois com as câmeras com tecnologia IP, são utilizados equipamentos de comunicação sem fio, ou seja, não necessitam da passagem de cabos nem a quebra de paredes e pisos. Essa solução vale também para cenários onde os equipamentos precisam ser alocados em uma distância maior, até mesmo fora do perímetro do condomínio, a fim de monitorar zonas de risco.
  • Iluminação de emergência: luminárias para corredores, escadas e blocos que iluminam ambientes maiores (como estacionamentos) em caso de queda de energia.
  • Detecção de incêndio endereçavel: identifica com exatidão o local do princípio das chamas e é ideal para ambientes maiores. Além disso, permite interação com toda interfonia do edifício caso o alarme seja acionado, facilitando a saída rápida das pessoas do edifício (evacuação); 
  • Detecção de incêndio convencional: auxilia na prevenção deste tipo de acidente e é uma ótima opção para ambientes menores. 

Leia também: Qual é a responsabilidade do síndico em caso de incêndio?

  • Eletrificadores (cerca elétrica): proteção ostensiva com muita potência de choque e atendendo a todas as normas de segurança.
  • Alarmes e sensores: é possível monitorar e prevenir movimentações suspeitas, interagir remotamente com o sistema de segurança, automatizar lâmpadas, cortinas e portões. O monitoramento pode ser feito até pelo smartphone.
  • Rádios outdoor: soluções wireless para conexão entre câmeras de segurança instaladas em locais distantes. Muito utilizado em condomínios horizontais. 
  • Radiocomunicadores: com os radiocomunicadores é possível manter a comunicação entre os funcionários do condomínio de forma simples e ágil, independentemente da distância entre eles.

Confira o material: Condomínio inteligente: Saiba o que ele precisa ter para ser considerado um e conheça mais tecnologias que ajudam no dia a dia dos síndicos e moradores.

 

Benefícios das novas tecnologias para a segurança condominial

Redução de custos com manutenção de segurança

 

Podemos definir que entre os  principais objetivos de um condomínio, reduzir os custos com a segurança e manter a qualidade de vida são aspectos essenciais. 

Considerando um condomínio pequeno, a adoção de um sistema integrado de tecnologia de controle de acesso para facilitar a entrada e saída de moradores com mais segurança e praticidade minimiza gastos com portaria humana 24h.

Já em empreendimentos maiores, é possível contar com um sistema de CFTV  IP, que permite que profissionais vigiem todo o prédio a distância.

 

Controle automatizado de acesso via software

 

O impacto das soluções na segurança condominial está bastante associado a “processos tradicionais” que podem ser otimizados com tecnologia específica. 

Um levantamento realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese) registrou um aumento de 30% no mercado de portarias remotas em 2020.  

Essa tecnologia consiste num sistema próprio que oferecerá relatório de chegada e saída via software integrado ao controle de acesso. Se houver algum sinistro, poderá, inclusive, verificar quem liberou o acesso para um intruso.

Saiba mais: Portaria remota para condomínios: integração e tecnologia

 

Tecnologia alia segurança condominial à comodidade

 

Há benefícios que aliam comodidade com segurança condominial, como soluções que tratam da automação de ambientes. Quer exemplos de como isso traz vantagens? 

Na entrada do condomínio, basta o morador aproximar o chaveiro de proximidade (RFID), adicionar a senha ou fazer reconhecimento biométrico no porteiro eletrônico para ter acesso rápido e seguro. No caso de veículos, isso também é possível com um adesivo de proximidade usando a mesma tecnologia.

 

Quando o veículo estiver a 12 metros de distância, o portão da garagem abrirá sozinho. Com isso, o síndico saberá quem entrou a partir da ocorrência registrada com data, hora, fotos e qual morador acessou os dispositivos via software.

Os automatizadores de portão, quando associados a nobreaks, tornam a entrada dos carros mais seguras. Isso porque, em caso de falta de energia, o nobreak permite que o morador abra o portão sem correr o perigo de ficar trancado para fora ou para dentro do empreendimento.

 

Soluções integradas ajudam na segurança em condomínios

Estruturar todo o sistema de segurança com um único fornecedor permite integrar as soluções com mais facilidade e minimizar possíveis falhas, uma vez que os dispositivos ‘conversam’ melhor entre si. 

Imagine que você poderá instalar câmeras de monitoramento pelas principais áreas do condomínio e disponibilizar uma central em cada uma das unidades para que os moradores acompanhem a movimentação de pessoas, inclusive por smartphones ou tablets

Será mais fácil para eles reconhecerem a chegada de seus convidados e liberarem o acesso com segurança, por exemplo. Por isso, lembre-se que nem sempre a opção mais barata será a melhor escolha. 

Você vai encontrar marcas menos conhecidas que ganharam popularidade ao oferecer equipamentos com preços mais baixos que as opções nacionais. Mas é importante pensar se essas alternativas realmente solucionam o desafio que você tem e se é oferecido um suporte e garantia de qualidade dos produtos.

Leia também: Por que escolher câmeras Wi-Fi com homologação da Anatel?

 

Entre as marcas nacionais, a Intelbras é referência no segmento de segurança condominial. A empresa, que está no mercado há mais de 45 anos e só oferece produtos que passam por um rígido processo de teste de campo.

Este tipo de garantia, assim como uma boa manutenção, deve ser levada em conta na hora de escolher a marca dos equipamentos de segurança para o seu condomínio. Como vimos, a integração do sistema e a qualidade dos produtos ajuda a evitar falhas e a proteger melhor os moradores.

 

Fonte: blog da Intelbras

 



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000