Estrada dos três Rios, 741 Sala 307 - Rio de Janeiro - RJ 21 2106 ... ver mais 21 99126 ... ver mais

Estabelecimentos de ensino: como reforçar a segurança com inteligência artificial

Gostou? compartilhe!

Conheça mais sobre Estabelecimentos de ensino: como reforçar a segurança com inteligência artificial

Estabelecimentos de ensino: como reforçar a segurança com inteligência artificial

Professores, técnicos administrativos, trabalhadores terceirizados, alunos e muitas outras pessoas frequentam diariamente os estabelecimentos de ensino. Sejam instituições grandes ou pequenas, todas compartilham de uma mesma preocupação: a segurança.

Este é um fator de extrema importância, principalmente quando são escolas com crianças e adolescentes. Alguns pais, inclusive, tomam a decisão de onde os filhos irão estudar levando em conta o nível de segurança do local.

Diversos fatores influenciam a segurança de uma escola, faculdade ou cursos livres: controle de acesso dos alunos, monitoramento das áreas comuns e do entorno, circulação de pessoas e veículos. Felizmente, há diversas soluções que ajudam a proteger tanto as pessoas, quanto o patrimônio. Há uma série de tecnologias ligadas à inteligência artificial que são tendência nesse sentido.

Como tornar estabelecimentos de ensino mais seguros com inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) possui habilidades para interpretação, aprendizagem e reconhecimento de padrões. Quando integrada ao sistema de CFTV, permite a compreensão do ambiente monitorado, a detecção de situações atípicas e a emissão de alertas. Portanto, os estabelecimentos de ensino podem se beneficiar da IA para reforçar a segurança.

Acompanhar a chegada e a saída de veículos

Muitos veículos entram e saem das instituições para deixar e buscar alunos. Em alguns casos o fluxo se torna tão intenso que há engarrafamentos. Assim, a ausência de um controle de veículos pode representar um risco à segurança, permitindo que pessoas estranhas e com más intenções entrem no local.

Uma boa solução para fazer o controle de acesso de veículos é a função LPR (License Plate Recognition), presente em câmeras e gravadores inteligentes. Ela faz a leitura de placas de automóveis. Assim, quando usadas na cancela, liberam automaticamente somente carros pré-autorizados, facilitando o acompanhamento do acesso de professores, colaboradores, pais e alunos.

Evitar aglomerações

Evitar a superlotação não é apenas uma medida para garantir a mobilidade e evacuação em caso de incêndios, por exemplo, como também para impedir aglomerações e reduzir as chances de contágio por vírus transmissores de doenças, como o coronavírus.

Equipamentos com função de contagem de pessoas e controle de lotação monitoram o número de pessoas que entram e saem de um ambiente. A IA também identifica a concentração de alunos em corredores e aciona um alarme na central de monitoramento. Outras soluções medem a temperatura corporal e também notificam quando alguém que está com a temperatura acima do cadastrado é detectado.

Com esse tipo de solução, o controle dos espaços comuns das escolas – como ginásios e quadras de esportes, cantinas e pátio – é controlado de forma automática, sem a necessidade de ter alguém supervisionando o tempo todo cada um deles.

Gerenciar a entrada e presença de alunos

A chegada dos alunos no horário de início das aulas também costuma gerar aglomerações. Uma boa solução para as instituições de ensino é instalar catracas e controladores de acesso por leitura facial. Essas tecnologias liberam o acesso em até 0,2 segundos. Desta forma, a entrada ocorre de maneira rápida e fluída. Além disso, não há a necessidade de contato físico com o equipamento, o que torna o processo mais seguro para todos e evita contaminação. Os controladores de acesso por leitura facial também conseguem identificar pessoas que estão sem máscara e que estão com a temperatura elevada, e podem ser configurados para barrar a entrada nesses casos.

Além de facilitar o fluxo de entrada de alunos, essas soluções também podem ser integradas ao software de gestão da instituição de ensino por meio de uma API. Assim, é possível associar à lista de presença e à comunicação com os pais via aplicativo, com informações dos acessos dos alunos.

Controlar presença dos alunos e encontrar pessoas

A IA também pode apoiar no controle de presença dos alunos. Com reconhecimento facial na entrada do estabelecimento de ensino, é possível liberar a entrada daqueles cadastrados no sistema da instituição e já integrar com o controle de presença nas aulas. Da mesma forma, caso a pessoa que tente entrar não esteja cadastrada, um alarme é acionado. Inclusive, é possível reconhecer rostos com máscaras e medir a temperatura.

Em outras situações pode ser necessário localizar alguém rapidamente, seja por uma questão de segurança ou apenas para confirmar sua presença na instituição. A IA oferece duas funções para isso: o reconhecimento facial e a busca forense. A primeira reconhece as faces que já estão registradas no sistema. Ela pode ser integrada a outra solução de controle de acesso para bloquear a entrada de pessoas não cadastradas ou que estão em uma black list, por exemplo. A segunda tem a função de buscar dados que estão no sistema. É possível fazer filtros para identificar pessoas com boné, camiseta vermelha ou só mulheres, por exemplo.

Portanto, se for preciso encontrar um homem vestido com um blazer preto, basta adicionar esses dados no sistema para alguém com essas características ser localizado.

Identificar atitudes suspeitas e detecção de violência

Não são raros os casos de assaltos e roubos no momento da saída do estabelecimento de ensino, já no lado de fora. Para evitar isso, as câmeras que detectam atitudes suspeitas têm grande valor.

A inteligência artificial desses equipamentos consegue identificar quando algo está fora do normal em um determinado ambiente e emite um alerta quando ocorre qualquer comportamento fora do padrão – como alguém ou algum veículo circulando em volta de um lugar, repetindo movimentos, por exemplo. Assim, é possível prevenir e tomar ações rápidas.

Já a função de detecção de violência pode ser útil para monitorar playgrounds e pátios. No caso de uma criança brigar com outra, o alerta é acionado. Também há a função de detecção de queda, que pode identificar quando uma pessoa cai. Logo, é necessário um menor número de profissionais monitorando os intervalos, por exemplo.

Monitorar grandes perímetros

Uma das dificuldades de estabelecimentos de ensino amplos, é o monitoramento de todas as áreas. Para superar esse desafio, existe a função panorâmica, capaz de monitorar completamente pátios, estacionamentos e áreas externas. Dessa forma, promove-se o monitoramento em toda a instituição com a mesma qualidade, sem a necessidade de investir em diversas câmeras para dar conta de todo o local, e sem criar pontos cegos.

Conclusão

E então, você já conhecia todas essas possibilidades relacionadas à inteligência artificial? Aproveite para conhecer as soluções de IA que a Bit2000 oferece para segurança e controle de acesso, eficientes no atendimento de estabelecimentos de ensino de qualquer dimensão. Fale Conosco!



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000