Estrada dos três Rios, 741 Sala 307 - Rio de Janeiro - RJ 21 2106 ... ver mais 21 99126 ... ver mais

Checklist: o sistema de segurança do condomínio está 100%?

Gostou? compartilhe!

Conheça mais sobre Checklist: o sistema de segurança do condomínio está 100%?

Checklist: o sistema de segurança do condomínio está 100%?

O sistema de segurança do seu condomínio cumpre as principais especificações técnicas e está de acordo com o estabelecido pela legislação? Para descobrir os pontos principais de uma solução completa, disponibilizamos um Checklist de sistema de segurança para condomínios gratuitamente. É só clicar e baixar. Você pode ainda imprimir e usar sempre que precisar conferir todas as funcionalidades que pode e deve utilizar.

Por que é importante estudar o sistema de segurança?

Os condomínios devem estar preparados para lidar com diferentes imprevistos: desde acidentes domésticos e de manutenção interna, como inundações ou incêndios, até ações externas maliciosas, como as invasões e assaltos. É possível garantir o controle e a tomada rápida de decisão em casos tão diferentes? A resposta é sim. Mas para isso, é preciso garantir que se tenha o sistema de segurança certo.

O que é um sistema de segurança certo para um condomínio? É aquele que cobre as principais adversidades e está dentro das especificidades do mercado. É importante que a escolha vá além do financeiro ou de uma demanda pontual. Quando se adquire uma solução completa, o síndico precisa avaliar de forma macro e a partir do custo-benefício.

No Checklist de sistema de segurança para condomínios, explicamos particularidades que devem ser observadas e nem sempre são tão conhecidas.

 

O que é um bom custo-benefício para condomínios?

O custo-benefício de um sistema de segurança para condomínios está justamente na qualidade do serviço oferecido. O nível de satisfação do síndico deve incluir além da utilização do produto, todo atendimento proporcionado pelo fabricante do equipamento.

Nem sempre é simples fazer a escolha de um sistema de segurança. Por isso, a empresa fabricante deve ser mais do que um simples “meio para controle e prevenção”, mas uma parceira. Até qual ponto deve ir essa relação empresa-síndico? É um processo que vai da aquisição até o pós-venda. Por esse motivo, estudar um sistema de segurança é muito mais do que seguir uma tendência, mas estar atento para mais valores que compõem o pacote.

O que síndicos devem saber sobre sistema de segurança?

Para escolher o sistema de segurança adequado para o condomínio, há fatores iniciais de grande relevância: a escolha do fabricante, a tecnologia dos equipamentos de segurança, a capacitação e o pós-venda. Dentro dos tópicos, há ainda uma série de dicas do que uma solução completa deve cumprir para existir um controle e gestão internas de sucesso.

Baixe o Checklist de sistema de segurança para condomínios e conheça as direções mais acertadas para o síndico. Como falamos, não somente a parte técnica é responsável pela escolha, embora seja um dos itens que devem fazer parte da checagem.

Nesse material, o síndico irá se deparar com serviços que os fornecedores conseguem oferecer e que impactam a própria equipe interna, como porteiros, zeladores, entre outros. Também há o auxílio para conscientização de moradores. Afinal, a cultura faz parte dos cuidados para a proteção de todos. Como utilizar o Checklist de especificações de sistema de segurança para condomínios?

O síndico pode baixar gratuitamente esse material e utilizá-lo tanto para checar as ferramentas atuais e verificar se está na hora de uma mudança, quanto para conferir as opções e instalar algo inteiramente novo. O material é compacto e objetivo, servindo como um guia na hora de verificar o verdadeiro custo-benefício de sua decisão.

Por ser extremamente visual, o material educativo também pode ser impresso e distribuído entre moradores e equipe interna do prédio. Assim, as pessoas ficarão alinhadas com o que está sendo feito e o que precisa ser seguido para garantir a segurança.

A ideia é que esse checklist funcione como um norte para que o sistema de segurança não fique apenas na etapa de compra. Adiantando um tópico do material, um fornecedor com expertise permitirá que o síndico tire dúvidas e receba orientações mesmo após vencido o prazo de garantia. A assistência deve ser vitalícia. Por nem todos oferecerem um suporte e pós-venda qualificado, muitos gestores não se atentam para o benefício. Mas é fator com um peso enorme no cálculo final.



Fonte:  Blog da INTELBRAS

 



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000