Estrada dos três Rios, 741 Sala 307 - Rio de Janeiro - RJ 21 2106-1300 21 99126-7261

Item adicionado ao orçamento


Câmeras internas: principais dúvidas e respostas

Gostou? compartilhe!

Conheça mais sobre Câmeras internas: principais dúvidas e respostas

Câmeras internas: principais dúvidas e respostas

O cuidado com a família, com os animais de estimação e com o patrimônio são motivos de sobra para se pensar em segurança residencial. Por isso, as câmeras internas são um dos equipamentos mais procurados para garantir tranquilidade e bem-estar a todos.

Com câmeras internas Wi-Fi, os moradores podem monitorar tudo o que acontece no lar de qualquer lugar do mundo durante 24h por dia. Porém, ainda há muitas dúvidas sobre essa tecnologia. 

Pensando nisso, selecionamos os questionamentos mais comuns — de pessoas interessadas e clientes da Intelbras — sobre câmeras internas, com destaque para os modelos Wi-Fi. Confira!


Principais dúvidas e respostas sobre câmeras internas

Quais modelos são mais indicados para áreas internas e externas?

Basicamente, toda câmera de segurança pode ser usada internamente, mas nem toda câmera pode ser usada externamente. Sendo assim, é necessário prestar atenção nas características do produto para escolher o melhor modelo.

As câmeras externas devem ser mais resistentes ao clima (luz solar, ventania, tempestades, etc.). Por isso, vale a pena analisar o que tecnicamente é chamado de grau de proteção: câmeras com IP 65 para mais (IP 66, IP 67 e assim por diante) já são consideradas ideais para uso externo. 

Já as câmeras internas costumam ter outras características que você pode levar em consideração, como: 

  • Tipo de instalação – geralmente, as câmeras internas são mais simples de instalar. As câmeras Wi-Fi, por exemplo, só precisam de energia elétrica, ou seja, são ligadas numa tomada. 
  • Campo de visão – quanto maior o campo de visão, maior será a área monitorada. Por exemplo, se você mora em uma casa e quer acompanhar todas as movimentações na sala de estar, a câmera precisará ter um campo de visão compatível. Mas se você é dono de um bar ou restaurante e quer instalar uma câmera na área do caixa, o campo de visão não precisa ser tão amplo. 


Consigo visualizar as imagens das câmeras mesmo longe de casa?

Sim. As câmeras Wi-Fi podem ser acessadas em um smartphone conectado à internet. O usuário deve baixar um aplicativo e configurar o seu perfil. Feito isso, é possível visualizar as imagens em tempo real ou vídeos gravados, efetuar comandos, entre outras funções. 

Outra opção possível é instalar um sistema de CFTV (Circuito Fechado de TV), em que as câmeras internas captam as imagens e transmitem para gravadores de imagem (DVR), computadores, smartphones e/ou tablets.

 


O que fazer para armazenar as gravações feitas pela câmera?

Existem diversos modelos de câmeras internas que podem oferecer diferentes métodos de armazenamento de imagens, como:

  • Cartão de memória – a pessoa compra o cartão SD e coloca na câmera. Nesse caso, é importante saber quanto tempo de gravação você precisa para escolher a melhor capacidade de memória. 

Dica: para facilitar essa tarefa, a Intelbras desenvolveu uma calculadora online. Os primeiros passos são os seguintes: basta selecionar qual família de câmeras internas da Linha Mibo você tem (Mibo car – câmeras veiculares; Mibo: iC3, iC4…; Mibo cam: iM3, iM4…;) e depois é só decidir o que você quer saber: quantos dias o seu cartão grava ou qual cartão comprar que ela vai informar a você.

  • Nuvem – há modelos de câmeras internas Wi-Fi que tem a tecnologia de armazenamento em nuvem, ou seja, você pode acessar as imagens gravadas em um aplicativo ou plataforma online de qualquer lugar e contratar planos de armazenamento de acordo com suas necessidades;
  • DVR –  consiste em um aparelho de gravação e armazenamento que recebe as imagens das câmeras internas e as distribui para os dispositivos. Como se trata de um modelo profissional, sua capacidade de memória é grande, podendo chegar a 112 TB.


Como o cartão de memória da câmera armazena as gravações? O que acontece quando ele fica cheio?

Quando a capacidade de armazenamento fica cheia, as gravações ficam sobrepostas. Isso quer dizer que a câmera começa a gravar em cima da gravação já realizada anteriormente.

Por exemplo, se o cartão de memória armazena 7 dias de gravação, no 8° dia, as novas imagens vão sobrepor a gravação realizada no 1° dia. No 9º dia, as gravações vão sobrepor aquelas realizadas no 2º dia, e assim por diante. 

Portanto, você não precisa ficar trocando o cartão SD da câmera toda hora, apenas saiba que no exemplo dado, ela sempre terá os registros dos últimos 7 dias.


É possível salvar as imagens da câmera interna na nuvem?

Com as câmeras da  Linha Mibo da Intelbras, você pode optar por comprar o cartão de memória, utilizar o DVR ou contratar o serviço de nuvem. Basta verificar qual ou quais das opções o modelo escolhido oferece

Sendo assim, ao baixar o aplicativo da sua câmera da linha Mibo Cam, você poderá contratar diretamente o serviço de nuvem da Intelbras, com a capacidade de memória de acordo com as suas necessidades. Lembrando que o serviço de nuvem é oferecido justamente porque não é possível fazer essa sincronia em nuvens como Google Drive, Dropbox e Icloud. 

 


Quais câmeras internas não precisam de instalação com fiação?

câmeras internas de segurança

De modo geral, as câmeras Wi-Fi são as mais fáceis de instalar e não precisam de mudanças estruturais no ambiente. No entanto, precisam ser ligadas à energia elétrica para funcionar, uma vez que não possuem bateria.

Quero uma câmera para monitoramento de uma sala, que eu tenha acesso pelo celular, imagem colorida, que tenha áudio e microfone e que seja rotativa. Esse modelo existe? 

Sim. Mas antes, vale explicar que existem dois modelos principais de câmeras internas Wi-Fi. São elas:

  • Câmeras internas fixas;
  • Câmeras internas pan tilt.

Nesse caso, a principal diferença é que a pan tilt é um modelo rotativo, ou seja, é o mais indicado para o questionamento feito. E sim, há câmeras internas com todas as características citadas acima: 

  • permite conversar com quem está no ambiente;
  • monitora com imagens coloridas;
  • tem visão noturna para períodos sem iluminação no ambiente. 

Para escolher o melhor modelo, vale a pena olhar o portfólio da Intelbras e, em caso de dúvida, fale conosco!


Qual a melhor câmera pra quem tem criança em casa? 

Entre as funções e vantagens das câmeras Wi-Fi está a possibilidade de ser usada como babá eletrônica, permitindo o monitoramento não só de bebês e crianças, mas também de idososanimais de estimação, etc. Na linha Mibo Cam da Intelbras, você encontra modelos com função específica de ‘babá eletrônica’ dentro do aplicativo — o que permite que os pais consigam velar o sono do filho durante toda a noite por meio de captação da imagem e do som em tempo real. 


As câmeras podem ser colocadas em até quantos celulares?

A linha Mibo da Intelbras permite cadastrar até 7 usuários (o dono + 6) no aplicativo. O que permite que até 7 smartphones consigam acessar as imagens de uma câmera interna de forma simultânea.


Alguma câmera é compatível com a Alexa?

Todas as câmeras Wi-Fi da Linha Mibo Cam têm integração com smart speakers. Você pode usar a voz para acessar, em tempo real, as imagens das câmeras por meio do assistente de voz. 

Contudo, por limitações das próprias empresas, Google, Amazon, etc. algumas automações ainda não foram liberadas no Brasil. Hoje, os usuários conseguem visualizar as imagens da câmera no EcoShow da Amazon, por exemplo, mas não conseguem programar automações/rotinas a partir dele. Ou seja, cenários, como destravar a fechadura digital do apartamento e automaticamente a câmera interna instalada na sala começar a gravar. 

 

 

Fonte:  Blog da Intelbras



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Bit 2000 Whatsapp Bit 2000